O Expresso Regional

Dengue X Peruíbe (SP): Mosquito está ganhando a guerra e a Cidade já está com 417 casos confirmados da doença

Dengue X Peruíbe (SP): Mosquito está ganhando a guerra e a Cidade já está com 417 casos confirmados da doença

abril 20
15:38 2013

ER

Por Tuca Fumagalli

O que poderia ter levado, pela primeira vez em sua história, uma cidade como Peruíbe, litoral de SP, estar vivendo uma situação de epidemia, a não ser um descaso com a saúde preventiva? É preciso que se saiba o que de fato ocorreu, até para não se cometer o mesmo erro.

Peruíbe, inadvertidamente, desmontou toda uma equipe do Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD). Tratava-se de uma equipe de prevenção contínua, que levou três anos para ser formada e, que foi treinada diretamente pela Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN). As ações dessa equipe eram realizadas durante o ano todo.

Com essa atitude, a Cidade facilitou para o mosquito da Dengue, que hoje faz da população a sua presa fácil. Proporcionalmente, Peruíbe detém hoje o triste título de cidade com o maior foco da epidemia na Baixada Santista.

Baixos números de casos de Dengue nas cidades vizinhas de Itanhaém e Mongaguá comprovam a negligência do Município de Peruíbe na questão da prevenção ao mosquito. Me parece que alguém deixou de fazer a lição de casa, quando em apenas duas semanas o número de casos de dengue saltou de cerca de 130 (que já era grande) para os atuais 417.

O que torna os 417 casos ainda mais preocupante, é que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o número de casos reais se obtém fazendo a seguinte conta: para cada caso divulgado “oficialmente” da doença (417), teremos dez casos não notificados. Assim, podemos afirmar que Peruíbe com pouco mais de 65 mil habitantes, pode estar registrando até 4.170 casos da doença, significando mais de 7% de sua população.

É bem verdade que seis cidades da Região declararam epidemia de dengue, mas ao contrário de Peruíbe, são municípios populosos e de maiores extensões geográficas. Depois de Santos, o Município com maior número de casos da doença é Praia Grande, com 4.215. Em seguida vem Cubatão, com 1.781 confirmações de casos, São Vicente, com 1.095, Guarujá, com 498, e Peruíbe, com 417 casos.

Bertioga apresenta 141 casos, Mongaguá 78 e Itanhaém apenas 20. Esses três municípios não atingem o número mínimo para decretar um quadro epidemiológico de dengue.

Um segundo erro pode estar sendo cometido agora em Peruíbe, pois na opinião de especialistas, a Cidade deveria estar aplicando a dedetização dos locais com o conhecido Fumacê, e não somente procurando focos de larvas do mosquito.

Enquanto se está “supostamente” apenas à procura de suas larvas, os mosquitos transmissores adultos continuam “vivos e saudáveis”, fazendo novas vítimas a cada hora.

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *