O Expresso Regional

Denúncias feitas por assessor da Saúde de Peruíbe deixa em xeque Administração Municipal

Denúncias feitas por assessor da Saúde de Peruíbe deixa em xeque Administração Municipal

Denúncias feitas por assessor da Saúde de Peruíbe deixa em xeque Administração Municipal
setembro 24
17:02 2014

Entre as irregularidades, estaria o “sistema” de como são pagos os médicos no Serviço Público da Cidade.

De Expresso Regional
Audiência Pública da Saúde de Peruíbe transcorreu normalmente, até certo ponto. (Foto: ER)

Audiência Pública da Saúde de Peruíbe transcorreu normalmente, até certo ponto.
(Foto: ER)

Durante a Audiência Pública da Saúde, realizada na Câmara Municipal de Peruíbe, onde o secretário Dr. Rubens Rodrigues apresentava um balanço financeiro e operacional do setor, no dia de ontem (23), ocorreram reclamações, trocas de acusações e até graves denúncias trazidas pelo próprio assessor da Secretaria.

O evento transcorria normalmente, até que em dado momento, o secretário e seu assessor direto, Sr. Nilson, se puseram à frente do público presente, para detalhar os resultados do quadrimestre, desde que o Dr. Rubens assumiu a pasta. Ao usar a palavra, o Sr. Nilson denunciou haver diversas irregularidades na Secretaria da Saúde. E, que tais fatos teriam sido informados à prefeita, Ana Preto, através de documentos protocolados no Gabinete.

O assessor, Sr. Nilson, relatou fatos graves que segundo ele, estão ocorrendo na Saúde Pública de Peruíbe.  (Foto: ER/Giovanna Réa)

O assessor, Sr. Nilson, relatou fatos graves que segundo ele, estão ocorrendo na Saúde Pública de Peruíbe.
(Foto: ER/Giovanna Réa)

O assessor do secretário chegou a informar ainda, que os médicos que prestam serviço ao Município, trabalham 24 horas e, recebem como se por 30 horas tivessem trabalhado. “Não fomos nós que criamos esse “monstro”. Ele já estava ali quando chegamos”, disse o Sr. Nilson, ao referir-se ao sistema de Saúde de Peruíbe.

Foram quase duas horas, entre explicações desencontradas, denúncias e tumultos gerados pelas afirmações que fazia o assessor, Sr. Nilson.

Enquanto alguns vereadores que estiveram presentes na Audiência Pública, declaravam que baseados nas delações feitas, encaminharão o caso ao Ministério Público. Por outro lado, o chefe de Gabinete Municipal, André Santana, por telefone, adiantava ao ER que a prefeita determinaria a instalação imediata de uma sindicância, para apurar as devidas responsabilidades.

Para ler mais notícias, curta a página do Expresso Regional no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+ Clique no ícone abaixo para a página principalLogo caixa pequena

Baixada Santista – Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá, Bertioga e Cubatão. Itariri, Pedro de Toledo, Miracatu, Juquiá, Ilha Comprida, Iguape, Cananéia, Registro e todo Vale do Ribeira.

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *