Portal O Expresso Regional
Something went wrong with the connection!

O Expresso Regional

Morre o sanfoneiro Dominguinhos aos 72 anos

Morre o sanfoneiro Dominguinhos aos 72 anos

julho 23
22:35 2013

Cotidiano

Em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas o Brasil perdeu mais um fantástico e talentoso artista 

ER

Da Reportagem

Morreu em São Paulo, nesta terça-feira (23), no Hospital Sírio Libanês, o sanfoneiro Domiguinhos. José Domingos de Moraes tinha 72 anos e faleceu às 18h em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Dominguinhos lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão.

A vida de Dominguinhos mudou definitivamente quando, aos oito anos, conheceu o mestre Luiz Gonzaga na porta de um hotel. Gonzagão acabou se tornando o seu padrinho artístico. Foi dele que o jovem Domingos recebeu a sugestão de seu nome artístico. Gonzaga considerou que o apelido de infância, Neném, não o ajudaria na trajetória artística. Em 1957, aos 16 anos, Dominguinhos participou da primeira gravação, tocando sanfona em um álbum de Luiz Gonzaga, na música Moça de Feira (Armando Nunes e J.Portela) Foto: Divulgação/ Tv Cultura


Foto: Divulgação/ Tv Cultura

O sanfoneiro foi internado em dezembro de 2012 com quadro de arritmia cardíaca e infecção respiratória e teve uma parada cardíaca em janeiro. Ele chegou a colocar um marca-passo quando esteve internado em Recife.

O músico estava internado no Hospital Sírio Libanês desde o dia 13 de janeiro deste ano, vindo transferido de Pernambuco.

Ainda nesta manhã de terça-feira (23), o filho de Dominguinhos, Mauro, disse que o estado de saúde do músico, não havia apresentado melhoras.

Disse o filho do sanfoneiro: “A saúde dele não está boa e permanece igual. A gente fica torcendo, mas infelizmente, tudo continua igual.”

Com o falecimento, o músico deixa mulher e quatro filhos.

Um pouco da história de Dominguinhos

A vida de Dominguinhos mudou definitivamente quando, aos oito anos, conheceu o mestre Luiz Gonzaga na porta de um hotel. Gonzagão acabou se tornando o seu padrinho artístico. Foi dele que o jovem Domingos recebeu a sugestão de seu nome artístico. Gonzaga considerou que o apelido de infância, Neném, não o ajudaria na trajetória artística.

Em 1957, aos 16 anos, Dominguinhos participou da primeira gravação, tocando sanfona em um álbum de Luiz Gonzaga, na música Moça de Feira (Armando Nunes e J.Portela)

 

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Aperte o play para a melhor, rádio NOVA TUPI!

Curta nossa página no Face

Procurando por flats em São Paulo?

r2-flats

http://www.flatsaopaulo.com/

Portal de Notícias ER

O Expresso Regional Baixada Santista

Participe do ER

Envie notícia

O Expresso Regional Vale do Ribeira