O Expresso Regional

OPINIÃO: Farra das licitações acabou com a figura do chefe de manutenção

OPINIÃO: Farra das licitações acabou com a figura do chefe de manutenção

OPINIÃO: Farra das licitações acabou com a figura do chefe de manutenção
fevereiro 05
21:09 2014

ER *Marco ASA Marco AsaHá alguns anos, no Brasil, em cada escola pública, posto de saúde, repartição de prefeitura, pátio de máquinas, havia a figura impávida do chefe da manutenção. Lembro, no tempo de escola, de sempre existir um “tiozinho” que arrumava carteiras, trocava vidros das janelas, arrumava as torneiras pingando. Mas, você já deve ter notado, quando algo quebra em um prédio ou repartição pública, fica lá, “mofando”, até que tudo seja trocado por um novo. Esse fenômeno é fruto da falta de vergonha na cara de muitos governantes e também da farra das licitações. Tudo, mas tudo mesmo, deixou de ter conserto. Quebrou? Vamos abrir uma outra licitação (na maioria, com cartas marcadas) e compramos tudo novo. O resto vai pra lixeira. Assim, também acontece com veículos. Viaturas novinhas apodrecem em pátios públicos por falta de peças. Caminhões e máquinas servem de “vaso” para o mato que cresce em sua volta. Há muito tempo, quando eu ainda era adolescente, trabalhei em uma empresa que vendida e dava manutenção para pás carregadeiras. Certa feita, um prefeito deixou uma máquina da prefeitura para “manutenção”. A máquina estava em perfeito estado, falando apenas a revisão de praxe e uma mão de tinta. Pois, lembro que TODAS as peças foram trocadas, sem qualquer necessidade. O custo foi imenso, tudo pago com dinheiro público. E, ainda, havia um sistema de “presentes” anuais para prefeitos, secretários e administradores “fiéis” à empresa. Os presentes iam do whisky “do bom” ao Jet Sky, passando pelo vídeo cassete (já disse, eu era adolescente então, faz tempo). Você acha que esse tipo de expediente não existe mais? Claro que existe! E foi aperfeiçoado. Mas, voltemos ao chefe de manutenção. Se houvesse um funcionário público de plantão, apto a fazer pequenos (ou grandes) reparos, quanto do dinheiro público seria poupado? E, alunos e usuários de próprios públicos não iriam valorizar mais os ambientes de uso comum se eles estivessem em perfeitas condições? Ontem, vi na TV uma matéria mostrando um hospital no Rio de Janeiro cujo teto de gesso está caindo sobre os pacientes. Não seria interessante que o chefe de manutenção tivesse uma equipe para que arrumasse isso imediatamente? Não! O prefeito terá que fazer uma licitação, que vai demorar meses e, quando sair, outros problemas terão aparecido. Aí, vão falar que não se pode ter uma equipe de manutenção por causa dos custos, da folha “inchada” etc. etc. etc. Ora bolas, o Congresso Nacional acaba de abrir um concurso para segurança de parlamentar. Salário? R$ 12 mil! Isso mesmo, R$ 12 mil para ser “babá” de deputado e senador. E, sabe quanto o Congresso produz de divisas? NADA! O Congresso tem orçamento de bilhões de reais e tudo é subsidiado pelo orçamento federal, PELO SEU DINHEIRO! É uma farra sem tamanho. Uma cara de pau deslavada. Para eles, os congressistas, dinheiro “brota” do nada, sem problemas. Se tiver que investir na qualidade da saúde, da educação, da segurança pública etc., o dinheiro não dá, não tem verba, vamos abrir outra licitação “pois a empreiteira faliu”, “o fornecedor não deu conta de entregar no prazo” e tantas outras ladainhas que já viraram um mantra extremamente nefasto em nossas mentes. Sinceramente, quando eu era criança, achava estranho quando os mais velhos diziam: “No meu tempo, era muito melhor”. Agora, que estou mais velho, tenho saudade do tempo em que bandido tinha medo da polícia, quando o sexo era uma descoberta, que a escola estava novinha em folha quando a gente voltava de férias, quando havia mais respeito e, principalmente, quando havia um funcionário público que, com sua equipe, arruma a torneira pingando ou o bebedouro que deixava de funcionar na escola ou no posto de saúde. Mas, tudo bem. Temos a Copa do Mundo. Olé Brasil!

* Marco ASA é jornalista, escritor e publicitário. Contatos pelo e-mail: marcoasa2003@hotmail.com

Para ler mais notícias, curta a página do Expresso Regional no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+ Clique no ícone abaixo para a página principalER special5

PERUÍBE, ITANHAÉM, MONGAGUÁ, ITARIRI, PEDRO DE TOLEDO, MIRACATU, PRAIA GRANDE, IGUAPE, JUQUIÁ, ILHA COMPRIDA, REGISTRO.

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Aperte o play para a melhor, rádio NOVA TUPI!

Visite nosso CANAL no Facebook

Canal Expresso Regional

Portal de Notícias ER

O Expresso Regional Baixada Santista

Participe do ER

Envie notícia

O Expresso Regional Vale do Ribeira