Portal O Expresso Regional
Something went wrong with the connection!

O Expresso Regional

Presidente da Câmara de Mongaguá deflagra ofensas contra colega

Presidente da Câmara de Mongaguá deflagra ofensas contra colega

abril 25
00:16 2013

Política

Vereador Baianinho (PTB) não hesitou em quebrar o decoro e despejar ofensas contra Jacob Neto (PP)

ER

Reportagem Jonas de Morais

O clima esquentou no final da última sessão da Câmara de Mongaguá, realizada nesta segunda-feira (22/04). Isso porque o presidente do Legislativo Antonio Eduardo dos Santos (PTB), o Baianinho, não hesitou em quebrar o decoro e despejar ofensas sobre vereador Jacob Koukdjian Neto (PP).
Parte do ataque foi gerado por matéria veiculada na imprensa. “Cansei de ver como o senhor é demagogo e mentiroso. A Tribuna (TV) veio aqui, após três dias de ter saído uma matéria com suas declarações na Santa Cecília (site) e fez as mesmas perguntas. Depois o senhor vem falar que não se esconde e que não age por trás! De todos os vereadores que estão aqui hoje, o senhor é o pior de todos”, esbravejou Baianinho.
O fato ocorreu após ampla discussão sobre as obras de readequação da casa de leis, que está fechada há mais de dois meses, por não ter saída de emergência. Baseado em matéria veiculada no jornal da TV Tribuna, o vereador José Pedro Faccina (PPS), solicitou, ao Corpo de Bombeiros, a data do protocolo e previsão de autorização do laudo que prevê as adequações da Câmara e, após um amplo debate, o requerimento foi aprovado.
Contradição
A nota do Corpo de Bombeiros, enviada à TV, desmistificou a afirmação do vereador Baianinho – ao ser indagado pela reportagem, alegou ter feito a solicitação de um laudo técnico à corporação e ainda não ter uma resposta – e fez o presidente da Câmara virar assunto em toda a Cidade. O desgaste provocado pela questão fez o vereador utilizar seus dez minutos de tema livre para quebrar o decoro e deflagrar ofensas contra o colega.
Diante da situação, Jacob Neto solicitou cópia da ata da sessão e estuda quais medidas judiciais irá tomar. “Com certeza houve quebra de decoro”, afirmou o vereador.
Interdição
A população de Mongaguá não tem acesso livre às sessões da Câmara de Vereadores há quase dois meses. O último encontro do Legislativo, aberto ao público foi realizado no dia 18 de fevereiro e, após interdição da Defesa Civil, apenas 18 das 180 cadeiras do local podem ser ocupadas.
A liberação da Câmara depende da abertura de uma saída de emergência no plenário. A presidência do Legislativo previa que em dois meses a obra estaria concluída, mas a licitação ainda não foi aberta e os debates em relação ao assunto estão cada vez mais calorosos, pois temas importantes como a aprovação das contas do atual prefeito Artur Parada Prócida são debatidos nas sessões.

Artigos relacionados

1 comentário

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Aperte o play para a melhor, rádio NOVA TUPI!

Curta nossa página no Face

Procurando por flats em São Paulo?

r2-flats

http://www.flatsaopaulo.com/

Portal de Notícias ER

O Expresso Regional Baixada Santista

Participe do ER

Envie notícia

O Expresso Regional Vale do Ribeira