O Expresso Regional

Segundo a OMS, um quarto da população com deficiência sofre maus tratos e abusos violentos

Segundo a OMS, um quarto da população com deficiência sofre maus tratos e abusos violentos

Segundo a OMS, um quarto da população com deficiência sofre maus tratos e abusos violentos
setembro 04
13:19 2014

Essas pessoas estão sofrendo violência física e/ou verbal 

Da Reportagem
Disque 100 para colaborar a acabar com a violência contra deficientes físicos ou mentais. Em caso de agressão física, ligue 190

Disque 100 para colaborar a acabar com a violência contra deficientes físicos ou mentais. Em caso de agressão física, ligue 190

Pessoas com deficiência física e/ou mental, muitas vezes são vítimas de preconceito e discriminação. Costumam não receber o mesmo tipo de tratamento e ter a liberdade de ir e vir prejudicada pelas más condições de vias de acesso público e privado. Os maus tratos contra pessoas com deficiências podem ser tanto expressados através de violência física quanto verbal.

Os dados internacionais da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre violência em relação às pessoas com deficiência revelam que em determinados países, um quarto da população com deficiência sofre maus tratos e abusos violentos.

Ao denunciar maus tratos causados com deficientes, o denunciante (seja ele a vítima ou não) deve exigir a elaboração de um Boletim de Ocorrência. Em casos de agressão física, para que os possíveis ferimentos possam constituir provas da agressão, é importante não lavar-se nem trocar de roupas. Para isso, é indispensável a realização de um Exame de Corpo de Delito. Se o ato discriminatório envolver danos à propriedade, roupas etc, deve-se deixar o local e os objetos como foram encontrados. Dessa maneira, facilita-se e legitima-se a averiguação das autoridades competentes.

A denúncia pode ser feita através do (100), ou diretamente a policia, no caso de agressão física.

A Prefeitura de Itanhaém, litoral de São Paulo, por meio da Secretaria de Trânsito e Segurança Municipal está divulgando desde o ano passado, uma série de anúncios institucionais voltados para a população. Serão divulgados temas como o preconceito racial, homofobia, entre outros.

Para ler mais notícias, curta a página do Expresso Regional no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+ Clique no ícone abaixo para a página principalLogo caixa pequena

Baixada Santista – Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá, Bertioga e Cubatão. Itariri, Pedro de Toledo, Miracatu, Juquiá, Ilha Comprida, Iguape, Cananéia, Registro e todo Vale do Ribeira.

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *