O Expresso Regional

Transporte público de Peruíbe: uma incompetência premiada

Transporte público de Peruíbe: uma incompetência premiada

Transporte público de Peruíbe: uma incompetência premiada
fevereiro 27
11:09 2014

Logo5 pequeno

 

Por Tuca Fumagalli

Tuca colunaMuita gente achou, quando a empresa de ônibus Intersul foi “presenteada” pela prefeitura de Peruíbe, com um subsídio de quase 70% na tarifa, de que haveria uma melhora no serviço prestado por ela. Ledo engano.

Pelo o que se observa, a terceirizada se acomodou de vez, diminuiu a frota, não roda e deita e rola (de rir) na Cidade. A empresa está operando como bem entende, sem que ninguém faça absolutamente, NADA!

Se reclamavam de que não havia compromisso algum na qualidade do transporte coletivo oferecido pela empresa, imagine agora quando ela garantiu para si um poupudo custeio mensal, mesmo que seus ônibus continuem sucateados, não circulem e, permaneçam para sempre escondidos das ruas e pontos.

Peruíbe, que premiou uma incompetência no transporte usando apoio monetário com o dinheiro público, tem agora por obrigação imediata (após anos de desserviços prestados), romper com esse malfadado contrato, em respeito aos contribuintes. É o mínimo que se pode esperar das autoridades eleitas.

Até quando os estudantes, trabalhadores, idosos, mulheres e crianças se amontoarão nos pontos, numa verdadeira aventura para se encontrar um ônibus circulando em Peruíbe? O básico da mobilidade urbana não se pode atender com uma pseudo frota comprometida circulando, sem itinerários ou horários obedecidos.

Pelas probabilidades, se em todos esses anos a Intersul ignorou a construção dos terminais rodoviários previstos para a Vila Erminda e Caraguava, não reformulou os pontos de parada e não cumpriu rotas e horários, não será em seus últimos meses restantes de contrato que a empresa o fará.

No ambiente Legislativo, alguns vereadores se dizem decepcionados com a atuação da empresa e, pedem à prefeita Ana Preto, providências urgentes pelo serviço mal prestado no transporte pela Intersul. Foi enviada recentemente inclusive, partindo do vereador Rafael, uma exigência para o efetivo cumprimento de linhas e horários nos bairros. Mas, e daí? O que de fato a população pode esperar sobre isso? É preciso uma ação do governo municipal.

Os usuários de ônibus esperam que a prefeita tome uma atitude enérgica contra os desmandos dessa empresa, que há anos detém os direitos do transporte coletivo em Peruíbe.

Prefeita Ana Preto, faça lembrar aos dignos administradores da Intersul, que ao lado dos direitos da empresa estão os deveres, deveres que até agora não foram cumpridos por ela. Precisamos acabar com essa história de: “venha a nós mas ao vosso reino, NADA”.

Sem ônibus, sigamos em frente…e a pé, por enquanto.

Para ler mais notícias, curta a página do Expresso Regional no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+ Clique no ícone abaixo para a página principalER special5

PERUÍBE, ITANHAÉM, MONGAGUÁ, ITARIRI, PEDRO DE TOLEDO, MIRACATU, PRAIA GRANDE, IGUAPE, JUQUIÁ, ILHA COMPRIDA, REGISTRO.

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Aperte o play para a melhor, rádio NOVA TUPI!

Visite nosso CANAL no Facebook

Canal Expresso Regional

Portal de Notícias ER

O Expresso Regional Baixada Santista

Participe do ER

Envie notícia

O Expresso Regional Vale do Ribeira