O Expresso Regional

Vai comprar peixe para a Páscoa? Confira as dicas!

Vai comprar peixe para a Páscoa? Confira as dicas!

março 21
10:33 2013

Direitos do Consumidor

ER

Por Tamer Jr.

Tamer JúniorA Páscoa é uma data tradicional para o consumo de peixes. Mas antes de comprar, o consumidor deve observar alguns itens:

– Os peixes frescos devem estar conservados em gelo. A higiene e o armazenamento são itens importantes a serem verificados: no supermercado devem estar em balcão frigorífico e na feira é necessário ter gelo picado por cima, estar exposto em balcão de aço inox inclinado e protegido do sol e insetos, além de ser obrigatório que o feirante use luvas descartáveis;

– No caso do peixe congelado e aqueles que são vendidos em embalagens, o balcão onde ele estiver armazenado não pode estar superlotado. Isso impede a circulação do ar frio e compromete sua qualidade. O produto congelado deve estar conservado sempre a temperaturas inferiores a -18 graus e o resfriado, abaixo de zero grau;
– No rótulo devem constar: peso líquido, identificação do país de origem e do produtor, lote, registro no órgão de fiscalização competente, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade, além do carimbo do Serviço de Inspeção Federal. Em São Paulo, este carimbo pode ser substituído pelo do Serviço de Inspeção de São Paulo ou Serviço de Inspeção Municipal;

Nem todo peixe salgado é bacalhau

– Quanto ao bacalhau, procure conhecer sua procedência. Uma boa pesquisa de preços e tipos de qualidades pode levar a uma compra mais acertada. Não adquira se ele estiver com manchas avermelhadas( veja foto) ou pintas pretas no dorso, sinais que indicam a presença de bolor ou deterioração.
Do ponto de vista técnico, entende-se por peixe salgado e seco o produto elaborado com peixe limpo, eviscerado, com ou sem cabeça e convenientemente tratado pelo sal (cloreto de sódio), não devendo conter mais de 40% de umidade para as espécies consideradas gordas, tolerando-se 5% a mais para as espécies consideradas magras.
Dentro destas características, existem cinco tipos diferentes de peixes salgados secos no mercado brasileiro: Gadus morhua (Cod), Gadus macrocephalus, Saithe, Ling e Zarbo. As duas primeiras espécies são conhecidas como bacalhau, sendo as demais consideradas pescados salgados. Veja algumas características de cada tipo:
Gadus morhua (Cod) – é o legítimo bacalhau, também conhecido no Brasil como “Porto“ ou “Porto Morhua“. É pescado no Atlântico Norte e considerado o mais nobre bacalhau. Normalmente é o maior, o mais largo e com postas mais altas. Tem coloração palha e uniforme quando salgado e seco. A cauda possui a cor cinza, é acentuada e de forma triangular, e forma lascas quando é cortado.
Gadus macrocephalus – conhecido como “Portinho”, “Codinho” ou Bacalhau do Pacífico, é muito semelhante em aspecto com o Gadus morhua. No entanto, possui algumas diferenças em relação ao legítimo bacalhau: ele não se desmancha em lascas, e é fibroso. Uma forma de diferenciá-lo é observando a coloração: essa espécie tem a carne mais clara, também forma lascas, mas a cauda tem borda esbranquiçada.
Saithe – possui uma musculatura mais escura e sabor mais forte. Muito mais barato que o bacalhau, é utilizado para bolinhos, saladas e ensopados, porque quando cozido sua carne desfia com facilidade.
Ling – é bem claro e mais estreito que os demais.
Zarbo – é o mais popular e os peixes, geralmente, são menores que os demais tipos. A cor é palha em todo o corpo e possui apenas uma barbatana.
Fonte: Blog Fundação Procon

Tamer Jr.
Twitter- @tamerjr
Facebook- Tamer Junior

Artigos relacionados

0 Comments

Sem comentários

Nenhum comentário até agora. Quer começar?

Comentar

Comentar

Your email address will not be published.
Required fields are marked *